domingo, 4 de junho de 2017

Primavera em meu peito

Quando meus olhos encontraram os teus, acabou-se o inverno.

Quando minha boca encontrou a tua, fez primavera em meu peito.

Tantas cores mudaram a paisagem, desabrochando a ternura da minha alma.

E então eu te dei todas as flores.

Aprecio tua pele, me deleito com teu gosto.

Eu não sei onde estamos, eu não sei para onde vamos.

Mas você tornou tudo mais bonito, assim, num estalar de dedos.

A chegada é incerta, o caminho é encantador.

E isso já faz tudo valer a pena. 

De mãos dadas com a vida, percorro tua trilha.

Quero sorrir o teu sorriso, sempre que possível.

E quero chorar as tuas lágrimas, sempre que necessário.

Nenhum comentário: