domingo, 2 de abril de 2017

Chuva e abrigo

Das minhas lágrimas, chuva torrencial.

No seu abraço, o abrigo, a acolhida, a salvação.

Fico, então, maior.

Minha dor, ela encolhe.

Torno-me, pois, um pouco mais capaz de amar.

2 comentários:

Bárbara Paloma disse...

Alguns abraços são remédio, consolo, cuidado ...Alguns abraços são abrigo, porto, fortaleza, lar...
Lindo o que escreveste!
Terno abraço.

Bruno Mello Souza disse...

Muito obrigado, querida!

Abraço!