segunda-feira, 13 de março de 2017

Resquícios

Era cedo da manhã.

Acordei, me olhei no espelho, o rosto ainda tomado pelo sono.

As pálpebras pesavam.

Eu me observava despretensiosamente, quando me deparei com a mais grata surpresa.

Entre os pêlos da minha barba, estavam lá resquícios do seu batom rosa.

Um singelo e delicioso modo de me lembrar do quanto eu estava feliz.

2 comentários:

CÉU disse...

Que coisa boa e doce, Bruninho!

Me lembrei de ti, no final de semana, mas tive tanto k fazer, k não vim papear contigo, mas agora, estou aqui babando com teu texto.

Não lavaste o rosto, já se vê (rs) para puderes continuar a ver e talvez a cheirar o batom rosa dela. Que amante delicioso!

Beijinho, lindo!

Bruno Mello Souza disse...

Olá, Céu!

Muito obrigado pela visita e pelo comentário!

Beijos e boa semana!