quarta-feira, 8 de março de 2017

Cores intocáveis no horizonte

Em cada paralelepípedo no qual piso, marco um pouco da minha história.

Meu contraste entre o doce e o amargo dá um sentido a tudo.

No céu azul, nas nuvens brancas, carrego minha plenitude.

Não há nada que me assuste no caminho.

Eu posso ganhar asas e voar, ainda que o mundo se acabe.

São tantas cores intocáveis no horizonte, faço delas minha meta.

A grandeza da vida está em cada dia que eu vivo.

Na simplicidade dos meus sentimentos e sensações encontro meu verdadeiro lar. 

Nenhum comentário: