sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

O dia em que o igual será diferente

Ainda posso me surpreender com o que encontro a cada esquina.

E como estará hoje aquilo que sempre esteve aqui?

Eu fujo, eu permaneço no mesmo lugar.

Assobio uma música qualquer para me lembrar da minha espera naquela janela.

Nem sei por que tenho que me lembrar daquilo.

Sempre esperei tanto, por coisas que nunca chegaram.

Haverá, eu sei que haverá, o dia em que o dia igual será diferente.

Por enquanto, me distraio e finjo que não me perco.

Não estou apático, apenas contemplo meu silêncio interior.

Até hoje, foram tão raros esses momentos... 

Nenhum comentário: