quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Rabiscos amassados

As expectativas voam pela janela.

Tudo se esvai pelo ralo que fica entre o cedo e o tarde demais.

O que se falou e ouviu morre no ar, mesmo que não tenha morrido em nós mesmos.

Acalmo minha consciência e respiro fundo, sentindo toda a vida que ainda tenho.

Amasso meus rabiscos, e os jogo na cestinha, para que eu tenha algo melhor na cabeça.

Escolhas outras nem sempre são as melhores, mas quase sempre são as mais fáceis.

Num novo dia que ilumina a alma, novos sentimentos vão sendo construídos.

Mas o que somos jamais destruiremos. 

Nenhum comentário: