sábado, 19 de novembro de 2016

Promessa vã e irresponsável

Um sorriso pode fazer a diferença no meio da fumaça, pode ser uma saída perfeita.

Mas tantos minutos já se passaram, eu ainda estou preso aqui.

Tudo passou tão rápido, a praga logo se alastrou sem que ninguém percebesse.

Mesmo que eu possa vencê-la, sairei derrotado.

Traga a luz, me deixe atraído, me deixe desorientado.

O que há me envenenando no ar que eu respiro, sem que eu tenha alternativa?

Quebro minhas correntes, e permaneço andando para lá e para cá.

A liberdade pode não passar de uma promessa vã e irresponsável.

Ainda assim, não posso deixar de almejá-la e persegui-la, até o último segundo da minha existência.

Nenhum comentário: