sábado, 12 de novembro de 2016

Certezas pelos cantos

Tudo se move ao redor de maneira tensa.

Precisamos mastigar a tensão que nos torna prisioneiros de micro-cenas que não nos levam a lugar algum.

Na escuridão, eu procuro um sonho para que o tempo passe.

Para você tornou-se tão difícil encarar o vazio que dá significado à vida.

As certezas que ainda restaram pelos cantos não passam de uma espécie tola de fé.

Porque a realidade rasga e faz sangrar, mas pode limpar tudo e fazer recomeçar.

Estou me despindo de todos os enganos e caminhando com um vento cortante em meu rosto.

Continuo sendo o mesmo, mas não sou escravo de nada.

Olhe para o céu e me diga o que faz ou não faz sentido.

Talvez você esteja apenas arranjando uma desculpa para fugir do peso das suas escolhas.

Mas as luzes se apagaram e todo o senso do que é a liberdade se perdeu.

Ainda há tempo para se elevar e deixar a existência atingir um nível desconhecido.   

Nenhum comentário: