quarta-feira, 26 de outubro de 2016

As luzes uns dos outros

No tempo guardado nas nossas fotos, ainda estamos sorrindo.

E nem precisávamos de motivos para isso.

Talvez eu tenha deixado um pouco de mim pelo caminho.

Mas acreditem, eu nunca quis fazer ninguém chorar.

Toda a força que não posso estimar, apenas sentir, está vibrando no meu peito.

Assim, eu sempre saberei que não estou sozinho.

Amo vocês e tudo que me ensinaram.

E tento a todo momento honrar o orgulho que vocês sentem.

Tenho meus defeitos, e eu gostaria de ser alguém melhor. 

Me engasgo nas palavras que não encontro para expressar um sentimento imensurável.

Mas um belo dia está por vir, e talvez as palavras nem sejam mais necessárias.

Poderemos apreciar as luzes uns dos outros, com suas cores e características tão singulares.

E todos estaremos prontos para amar à nossa maneira. 

Nenhum comentário: