segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Recomeço

Meu sangue está tão doce, preciso sentir o seu sabor.

Sacrifico aquilo que me deleita, deixo estar do jeito que tem de ser.

Alguma coisa nova pode fazer eu desbravar novos caminhos.

Respiro fundo, levanto a cabeça, tento transformar meu mundo.

Busco um motivo, meu esforço, um jeito novo de me construir.

Preciso me deixar levar com cuidado, e preservar o que me faz amar.

Logo à frente, vislumbro uma estrada bonita, que faz meus olhos brilharem.

E mesmo quando tudo muda, alguma essência permanece.

Pode ser melhor, um recomeço para reviver meus melhores dias.

Guardo meus bens mais preciosos, mesmo que às vezes não possa tocá-los.

Tenho a certeza do que devo fazer, estou pronto para isso.

Ainda há oportunidades para desfrutar as melhores texturas, aromas, e gostos.

Tudo ainda posso enquanto respiro.

Eu desejo a plenitude, mas não posso me queixar daquilo que é parcial.

No futuro, ainda tenho sorrisos e promessas.

Enquanto isso, o querer intenso me afaga enquanto me deixo sonhar.  

Nenhum comentário: