terça-feira, 30 de agosto de 2016

Amanhã quase certo

Uma dádiva que vem dos céus pode trazer também um bocado de dor.

Estamos pagando o preço daquilo que sempre quisemos.

No amanhã quase certo, as respostas prontas não se desmancham.

Todo aprendizado vem na hora em que tem de vir.

São enterradas as experiências, tristes e alegres.

Pairam a dúvida e o ceticismo que não deixam respirar.

A caminhada parece mais solitária, então, quando nos deparamos com nossas fragilidades.

Abro o peito, mas tenho que fechá-lo em seguida, diante do primeiro gosto amargo que surge.

Desapontamentos ressecam, mas jamais se evaporam.

Ainda assim crescemos, aprendemos, e seguimos, sem esquecer as lições que passaram diante de nossos olhos.

Nenhum comentário: