sábado, 30 de julho de 2016

Infinidade de sentimentos desperdiçados

Quantas noites você já esperou?

Em quantas delas já pensou em quem jamais pensa em você?

E quando se perguntou se alguém pensa em você quando se deita para dormir?

O mundo possui uma infinidade de sentimentos desperdiçados.

Ele foi construído com base nas coisas que se quer esconder.

Tantas belezas estão ocultas, esperando apenas pelo seu momento de brilho.

Sei bem que você espera um sinal que lhe indique o caminho.

Porque é difícil decifrar aquilo que nunca é dito.

A paz é rara, e tem um sabor delicadamente doce.

Tudo que você precisa por hoje é cantar.

Tudo que você precisa é cantar bem alto e esperar que alguém a ouça.

Afinal, quem não ouve a sua voz, não a ouve porque não merece ouvi-la.

Nenhum comentário: