quinta-feira, 2 de junho de 2016

Resquícios

Tudo virou esquecimento.

Não existem motivos para voltar.

Pela janela já voaram as promessas não cumpridas.

E se foram as expectativas de início de noite.

Pelo ralo, desceram as palavras e riscos calculados.

E ao longe partiram as vontades enferrujadas.

O tempo perdido não volta.

Mas há no espírito a vontade de se despir dos vícios e resquícios incômodos.

E pulsa o renascimento daquilo que sempre quis ser.

Nenhum comentário: