sábado, 16 de abril de 2016

Tantas coisas para levar

Não temos mais ar para respirar por aqui.

Respondo coisas que não fazem sentido enquanto você me julga.

Eu lhe abraço, eu lhe seguro as mãos.

Mas não sei como encontrar o caminho para voltar.

Você me diz que tudo está sob controle.

E eu ando pra lá e pra cá desenhando diferentes possibilidades na minha cabeça.

Tenho tantas coisas para levar, mas não sei como elas vieram parar aqui.

Você me diz que está tudo bem.

E eu procuro organizar as peças que sobraram.

Tenho tanta vontade de ficar, mas não encontro qualquer motivo para isso.   

Nenhum comentário: