sábado, 23 de abril de 2016

Palavras distorcidas

Às suas costas, toda uma vida mal vivida.

Ela perdeu todos os dias, e sofreu por não ter nada em suas mãos.

Agora ela sobrevive e se fortalece na escassez.

Nunca tivemos nossas forças verdadeiramente medidas.

Agora isso é necessário o tempo todo.

Porque lá fora eles estão fingindo que tudo continua bem.

Ela aprendeu a distinguir os momentos para agir ou ficar em seu lugar.

Tem tudo muito mais claro em frente aos seus olhos.

A mesquinhez passou a ter a importância que sempre deveria ter tido.

Mas os interesses tacanhos, eles estão travestidos nas palavras distorcidas.

Não precisamos que nos digam o que é a liberdade.

É isso que precisamos desaprender, para que possamos respirar verdadeiramente livres.

Ela ainda está de joelhos esperando que a vejam ali.

Mas o que não se quer ver, não é visto jamais.

Alguns humanos são iguais, mas uns são mais iguais que outros...

Nenhum comentário: