sábado, 26 de março de 2016

Que Porto Alegre volte a ser demais

É aniversário de 244 anos de Porto Alegre.

Gostaria muito de escrever aqui um texto entusiasta, falando sobre as belezas e prazeres que a cidade proporciona.

Gostaria de falar da gastronomia, do pôr-do-sol no Guaíba, dos passeios, dos cafés, dos domingos ensolarados na Redenção.

Gostaria de dizer com toda a honestidade do mundo que Porto Alegre é demais.

Mas não é mais.

Hoje, há pouco a se comemorar.

A cidade na qual nasci e onde vivi praticamente toda a minha vida passa por um momento muito ruim.

Não dá para sair às ruas sem temer a ação de marginais das mais diversas estirpes: assaltantes, sequestradores, assassinos, estupradores.

Não dá para percorrer o centro sem sentir o odor fétido da decadência.

Não dá para não perceber o desalento das almas, a sofreguidão pela fuga, por alguma perspectiva boa que não se apresenta a olhos nus. 

Não dá para passear sem sentir um profundo mal-estar pela sujeira na qual Porto Alegre está mergulhada.

Eu gostaria muito de hoje poder dizer que Porto Alegre é demais.

Mas não dá. 

Porto Alegre está triste. Está desgostosa. Está desconfiada. Está temerosa. E com razões de sobra. 

Não dá para admirar as paisagens, tirar fotos, apreciar o ambiente sem olhar para os lados.

Não dá para comer um bom churrasco ou beber uma boa cerveja sem precisar tampar o nariz.

Não dá para caminhar sem desviar dos papeis, do lixo virado na calçada, do mijo escorrendo pelo chão, dos vômitos, dos cocôs, e das sujeiras indefinidas e pastosas com cheiros estranhamente não identificáveis.

Sim, eu gostaria muito de hoje poder dizer que Porto Alegre é demais. 

Mas não posso.

Seria muito cínico, falso, intelectualmente desonesto.

Tudo que posso fazer é torcer por dias melhores para a nossa cidade.

Que Porto Alegre volte a ser demais. Logo.

6 comentários:

Mirtes Stolze. disse...

Boa tarde Bruno.
Que chato, pensei que Porto Alegre fosse um lindo lugar, mas vejo que infelismente a violência está em todo lugar. Feliz Páscoa. Beijos.

Bruno Mello Souza disse...

Olá, Mirtes!

Porto Alegre tem coisas muito bonitas. Mas infelizmente isso tem ficado em segundo plano diante da violência e da degradação da cidade.

Feliz Páscoa pra ti também.

Beijos.

CÉU disse...

compreendo, perfeitamente, teu poema e teu estado de espírito, Bruno.
não sou brasileira, mas acho que não só a tua cidade, mas tb TODO o Brasil estão precisando de uma mudança, bem a sério.

beijos e uma boa Páscoa.

Bruno Mello Souza disse...

Com toda certeza, Céu.

Beijos e feliz páscoa.

CÉU disse...

olá, Bruno...

tudo bem... e a Páscoa está quase no final.

Passando por aqui, pke no meu blog há um comentário do "sítio da Cris" em k ela fala maravilhas de Porto Alegre. será k há duas cidades com o mesmo nome, aí?

se quiseres, passa por meu blog.

beijos e boa semana.

Bruno Mello Souza disse...

Deve ser a mesma cidade, Céu. Não conheço outra Porto Alegre.

Beijos e boa semana.