terça-feira, 1 de março de 2016

Candidatos ao emprego

Na sala de espera para a entrevista de emprego:

- Nossa, tô nervoso com essa entrevista.
- Hum... Eu até que tô bem. 
- Comigo não adianta. Meu diploma em Harvard, meu pós-doutorado, a experiência que já tive em empresas nos Estados e na Europa... Nada disso me deixa tranquilo pra uma entrevista dessas.
- Calma... 
- Estudei tudo sobre essa empresa, fundação, história, objetivos, desdobramentos... Não vai ser por falta de preparação. Vá, vai lá... Posso me sair bem. Posso sim! É só respirar fundo. Sim!
- Com certeza! Que vença o melhor!
- E você, tá confiante? Tem formação e experiência boas, imagino.
- É... Mais ou menos... Sei lá... 
- Mas se preparou para a entrevista, né?
- É...
- Não se preparou?
- Na verdade... Aqui, ó. Trouxe um sanduíche de presunto da Perdigão.
- Não! Não! Não é possível! Nããããããão! 
- Calma,  não é pra tanto!
- É, não tenho chance. Desisto. Meu Deus, por que logo comigo? Por que não lembrei o meu sanduíche de presunto Perdigão! Como pude ser tão descuidado?
- Espera e dá a tua entrevista... Ninguém pode saber o resultado antes da hora. 
- Não vai dar. Não vai... Nem adianta me iludir. Você tem o sanduíche de presunto Perdigão. E eu, tenho o quê?
- Calma, amigo.
- Vou embora. Se me chamarem, diz que eu tive uma dor de barriga. Não tem como. Não tem como...
- Tá, tá bem. Pode deixar que eu aviso, então... 

Nenhum comentário: