domingo, 7 de fevereiro de 2016

Não sofra, não chore

Nem sempre é possível encontrar a paz, disso eu sei bem.

Mas eu não quero que você sofra, eu juro que não quero.

Não sei como chegamos até aqui, estou pensando em você.

É difícil abrir mão, é difícil fingir que não sinto dor.

Então o que eu poderia realmente fazer para que você parasse de chorar?

Não há nada melhor do que isso para ser dito.

Eu não deixei de me importar, eu não deixei de me preocupar.

Mas não há nada melhor do que isso para ser dito.

Sentimentos não se evaporam, sua importância jamais se evaporará.

E sempre teremos boas lembranças, vivas para sempre.

Se eu enlouquecesse e lhe abraçasse em silêncio, nada mudaria.

Mas eu me sentiria aliviado.

Então não sofra, não chore.

Eu parti porque era necessário.

Eu nunca lhe esqueci, nunca lhe esquecerei.

Então não sofra, não chore.

Meu silêncio é cheio de amor.

E tudo está bem, do jeito que pode estar.

2 comentários:

CÉU disse...

O amor não precisa de palavras, apenas saber que estamos sempre lá, se necessário. Parece que escreveste direcionando teu texto a alguém.

Boa semana e bom carnaval, caso aprecies, Bruno!

Beijos, "menino"!

Bruno Mello Souza disse...

Obrigado, Céu!

Beijos.