sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Debaixo da terra

Debaixo da terra, descansa um corpo.

Debaixo da terra, descansa uma vida.

Debaixo da terra, descansa uma história.

Debaixo da terra, descansam os beijos e abraços.

Debaixo da terra, descansam as brincadeiras de fim de tarde.

Debaixo da terra, descansa o olhar que dizia tudo sem precisar de uma palavra sequer.

Debaixo da terra, descansa a ironia peculiar.

Debaixo da terra, descansa a integridade.

Debaixo da terra, descansa a gargalhada gostosa.

Debaixo da terra, descansa um modo único de ver o mundo.

Debaixo da terra, descansam os sonhos.

Debaixo da terra, descansam as dores tão intensas.

Debaixo da terra, finalmente descansa o grito que jamais havia se calado. 

Nenhum comentário: