quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Acordei de um coma

Acordei de um coma, acordei de um coma.

Foi difícil abrir os olhos.

Acordei de um coma, acordei de um coma.

E me perguntava quem eu era.

Acordei de um coma, acordei de um coma.

E me perguntei de onde eu vinha.

Acordei de um coma, acordei de um coma.

E tudo estava tão diferente.

Acordei de um coma, acordei de um coma.

E não sei mais o que é real.

Acordei de um coma, acordei de um coma.

E preciso de um caneco cheio de café.  

2 comentários:

Ritinha disse...

De repente era apenas um sonho, esses que nos fazem pensar ser realidade.
Pense nisso!
Gostei!
bjs
Ritinha

Bruno Mello Souza disse...

Obrigado pela visita, Ritinha!

Beijos.