segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Vagando por aí

Procurou sempre pela dor.

Às vezes, pensou esperar demais.

Teve a chance de se curar.

Foi então que não aproveitou.

Insistiu em fugir.

Insistiu em desistir.

E continua vagando por aí, fingindo que está tudo bem.

2 comentários:

CÉU disse...

Desistir, NUNCA!

Boa semana!

Beijos, Bruno!

Bruno Mello Souza disse...

Obrigado pela visita, Céu!

Beijos.