sexta-feira, 6 de novembro de 2015

O homem que nunca foi amado

Ele segue parado, esperando por nada.

É a história do homem que nunca foi amado.

Movimentos mecânicos, coisas que precisam ser guardadas.

Este é o homem que nunca foi amado.

Palavras duras interrompem o silêncio corriqueiro.

Mas este é o homem que nunca foi amado.

E os dias são iguais e monótonos.

É a história do homem que nunca foi amado.

É a história do homem que nunca existiu.

Nada tem gosto, tudo é seco.

Mas este é o homem que nunca foi amado.

Este é o homem que nunca existiu.    

Nenhum comentário: