sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Hemorragia intensa

Mais sangue no chão, exalando o absurdo dessas intenções.

Os rostos em pânico tomam uma palidez desalentadora.

Não há esperança alguma nestes atos.

E o ódio se espalha como uma doença incontrolável.

Qual será a cura?

Haverá cura?

Mais sangue e mais sangue, o mundo em hemorragia intensa.

Não existem justificativas plausíveis, o sofrimento não é um preço justo a pagar.

Então até quando você buscará desculpas para fingir que isso faz sentido?

Até quando você arrotará palavras que nada dizem sobre os corpos caídos?

Tudo é estupidez, tudo é desfaçatez.

Não tenho aplausos, apenas lágrimas.

E isso me faz humano.

Mais sangue e mais sangue, a dor em cada esquina.

E essa doença ainda irá matar você também.

Porque a fumaça intoxica a todos.

E essa doença ainda irá matar cada um de nós.

2 comentários:

CÉU disse...

Fantástica, lúcida, sua mensagem!
Se refere aos acontecimentos do dia 13, em Paris?

Beijos.

Bruno Mello Souza disse...

Obrigado, Céu.

Sim, foi inspirado pelo doloroso 13 de novembro.

Beijos.