domingo, 27 de setembro de 2015

Até o topo da montanha

Ele subiu até o topo da montanha.

Observou tudo e desceu logo em seguida.

Cortes, mais ou menos profundos, são sempre cortes.

Quem está preparado para definir o tamanho das dores do mundo?

Ainda assim, tudo parece ir para onde deveria ir.

Algumas pessoas esperam por nada, sobrevivendo de migalhas.

E então chega a realidade, com algumas verdades que todos tentaram disfarçar.

As escolhas, sempre na direção mais cômoda.

O caminho de retorno é doloroso, com pés cansados.   

Ele chegou ao topo da montanha.

Observou tudo e desceu logo em seguida.

Lá em cima estava frio demais...

Nenhum comentário: