quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Viajante interestelar

A pele arrepia.

Queima.

Vou me gastando, sem me desgastar.

O laço perfeito envolve.

Cada poro é um universo.

E viajo por entre as estrelas.

Sem querer voltar.

4 comentários:

Alice Twins disse...

Bonito, Bruno.

Um beijo,

http://alicetwins.blogspot.com.br/

Bruno Mello Souza disse...

Obrigado, Alice.

Beijo.

Douglas Álisson disse...

Olá, muito bom seu blog, parabéns :D
Também tenho um, onde coloco alguns poemas que faço.
Poderia dar uma olhada?
http://wordsbyalonelyguy.blogspot.com.br

Bruno Mello Souza disse...

Obrigado pela visita, Douglas.

Vou ver o teu blog, sim, com prazer.

Abraço.