segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Passos desperdiçados

De quantas portas você se aproximou para logo se afastar?

Quantos números você começou a discar para recolocar o telefone no gancho?

Quantas cartas você começou a escrever, para depois amassar o papel?

Quantas vezes você olhou para a água e não mergulhou?

Quantos canais você trocou na no compulsivo des-controle remoto por pura força do hábito?

Quantas vezes o mundo esteve em suas mãos sem que você o fizesse parar?

Quantas alegrias não foram vividas, quantas dores não foram sentidas?

Quantos passos foram desperdiçados?

Quem você seria hoje, como estaria agora?

2 comentários:

Alice Twins disse...

As vezes me faço as mesmas perguntas e acabo não tendo respostas para elas..

Bruno, te indiquei para uma tag, depois dê uma olhada.

Um beijo,

http://alicetwins.blogspot.com.br

Bruno Mello Souza disse...

Oi, Alice!

Obrigado, vou dar uma olhada.

Bom te receber por aqui.

Beijo.