sexta-feira, 17 de julho de 2015

Reverência

Era uma tarde de sol.

Nos olhamos.

Encontramos um ao outro, como nunca antes havíamos encontrado, naquele exato instante.

O ângulo da luz beijando seu rosto foi de uma beleza sacra.

Ali, encontrei a resposta para todos os mistérios da vida e de tudo que nos cerca.

E em seu olhar, vi todas as estrelas.

O mundo parou.

Todos os sons formaram uma inexplicável e reveladora sinfonia de silêncios.

Isso tudo, num segundo apenas.

O universo sabe reverenciar acontecimentos tão grandiosos.

Nenhum comentário: