terça-feira, 23 de junho de 2015

O comprador

Uma moeda, uma alma.

Outra moeda, o amor.

Este homem compra tudo e não tem nada.

Uma moeda, um agrado.

Outra moeda, a reverência.

Este homem compra tudo e não tem nada.

Uma moeda, uma poça de sangue no chão.

Outra moeda, o poder mesquinho com o qual ninguém se importa.

Este homem compra tudo e não tem nada.

Uma moeda, uma perversão imaginária.

Outra moeda, o gracejo que dá ânsia de vômito.

Este homem compra tudo e não tem nada.

Este homem vai furar os azulejos do banheiro.

Este homem está com a cueca toda grudada.

Nenhum comentário: