sábado, 30 de maio de 2015

Escada rolante

Leandro e Sérgio estão na escada rolante do shopping. E ela para de funcionar, exatamente no meio da subida.

- Ei, o que é isso?
- A escada parou.
- Não pode ser!
- Meu Deus!
- Socoooorro!
- Ei, aí em cima, alguém! Socoooorro!
- Como isso foi acontecer com a minha vida?
- Não posso morrer aqui tão jovem!
- Socooooorro! Alguém ligue para os bombeiros, pelo amor de Deus!
- Socooooroo! Socooorro!
- E se a gente ficar aqui pra sempre?
- Cala essa boca! Socoorro! Alguém nos ajude! Socorrrooooooooo!
- Eles ficam só nos olhando!
- São hienas! Desgraçados! O ser humano não presta, mesmo!
- Uns desalmados até estão rindo! 
- Socoooorro!
- Eeeei! Para de filmar a tragédia dos outros e chama alguém com essa porcaria de telefone! Socooooroooooooo!
- Socoooooorroooo!

2 horas depois, chegam os bombeiros, que lançam duas cordas para os rapazes:

- Finalmente!
- Deus existe!
- Agora vamos devagar, tem que segurar na corda e dar um passo de casa vez. Olha lá como eles estão sinalizando.
- Ok, vamos devagar.
- Ufa, nem acredito.
- Estamos vivos! Estamos vivos, e isso é o que importa!
- Vivos e livres! 
- Nunca mais ando de escada rolante, eu juro!
- Eu também, nunca mais! Nunca mais!    

2 comentários:

CÉU disse...

Parecia mesmo real, Bruno!
Então, a escada rolante parou, e não dava pra subir pelos degraus?
Os rapazes estiveram bem aflitos, em pânico, quase.
Gosto imenso de suas histórias, reais ou fictícias.

Boa semana.

Beijo.

Bruno Mello Souza disse...

Muito obrigado pela visita, Céu!

Beijo e boa semana.