segunda-feira, 27 de abril de 2015

Só mais um

Sou o vento que traz más notícias.

Sou a onda que traz sujeira para a areia.

Algum dia, pensei que tudo poderia ser melhor.

Mas nada mudou, estou no mesmo lugar.

Eu fui uma ilusão, sou um desiludido.

Estou esperando o dia em que a vida se torne viva.

Talvez fosse melhor se nada tivesse acontecido.

Talvez fosse melhor se ninguém tivesse sentido.

A paz, uma utopia.

Para ser segundo, terceiro ou quarto.

Para não ser nada, assim é bem melhor.

A vida não pode ser feita de insuficiências.

Ser só mais um, eu não quero.

Ser igual, jamais. 

Nenhum comentário: