quinta-feira, 9 de abril de 2015

Mancha de sangue

Está tudo brilhando.

Está tudo lindo.

Está tudo tão limpo.

É só o início da sujeira.

Quem será arrastado?

Quem será massacrado?

Quem será violentado dessa vez?

Agora você fez um bom trabalho.

Mas nada apaga aquela mancha de sangue.

Nada apagará aquela mancha.

Porque você é o mesmo, sempre será.

E nada vai limpar.

E nada vai levar. 

Nenhum comentário: