quarta-feira, 8 de abril de 2015

Anestesias

Bijuterias douradas não são ouro.

Um sorriso no rosto não é necessariamente felicidade.

E dizer que algo é não o faz ser.

Quantas são as drogas que nos anestesiam?

De que vale um amor dormente em um coração arrancado?

Migalhas para gente faminta podem servir para alimentar o próprio ego.

As necessidades alheias estão em segundo plano.

Às vezes palavras não são mais do que palavras.

E o sagrado torna-se banal por pura vaidade.

Se não é único, deixe partir. 

Se não é tudo, deixe voar.

Porque quase jamais será suficiente. 

Nenhum comentário: