sábado, 28 de março de 2015

Um cheiro e uma textura

Estou comigo mesmo e com os meus sentimentos. 

É com eles que sempre termino quando o sol se põe.

Substituo palavras para me expressar, de forma estéril, talvez.

Preencho cada segundo com estes sonhos.

E não quero ser apagado, sempre temi o esquecimento. 

Não há espaço ou forma para meus anseios.

E talvez eu nunca consiga desempenhar o papel a mim destinado.

Olhos fechados, um cheiro e uma textura, isso pode salvar algum dia.

Um bom lugar, onde possa ser eu mesmo sem ter medo de sentir, isso pode salvar minha vida.

Disponho-me a ser seu lar, ainda que casas de campo possam ser bastante confortáveis.

Eu poderia ser um talismã que você pudesse sempre levar em uma corrente no pescoço.

Mas isso está tão longe do mundo em que vivemos.

Talvez seja uma tremenda bobagem, mas me faz sorrir.

Seria tão bom desfrutar a sensação de ter o coração aberto.

Seria tão bom agradecer um milagre olhando para as estrelas em seus olhos.    

Nenhum comentário: