quinta-feira, 5 de março de 2015

Tempo certo

Tudo passa rápido o suficiente para lhe dar medo.

Tudo passa devagar o suficiente para lhe trazer angústia.

O vento que sopra é nó na garganta.

O sol que baixa aos poucos leva mais do tempo que escorre por seus dedos.

A tristeza é pintura a óleo em sua tela.

A dor possui uma beleza inexplicável e encantadora.

Estamos morrendo o tempo todo, enquanto passamos pela ilusão da vida.

E caminhamos por este corredor sem saber onde chegaremos.

Quando eu me despedir, poderei levar um pouco desse brilho?

Quando eu for embora, poderei permanecer nestas palavras intocadas?

Eu sou apenas uma lágrima, e eu tento dizer tanto!

Eu sou apenas um suspiro abafado, tão eloquente em seu quase silêncio! 

O tempo certo é eterna partida.

O tempo certo é precioso vapor subindo pelo céu... 

2 comentários:

Patryck Leal Gandra disse...

Bruno Mello Souza,

É difícil ter uma definição exata para tempo, porque nem sempre o meu tempo é igual ao seu.

Abraços.
Participe do Super Quiz:
Sexto desafio

Bruno Mello Souza disse...

Obrigado pela participação, Patryck!

Abraços.