terça-feira, 31 de março de 2015

Seguindo as pegadas

Meus pés descalços sentem a grama, a areia e a vida.

Não tenho respostas, e olho para o céu.

No silêncio, busco minha calmaria.

Mas em minha mente, ainda ouço muitos ruídos.

A cada sorriso seu, eu renasço.

E me alimento das recordações de um futuro sonhado.

Te amar é me doer.

Não conheço o caminho das suas pegadas.

E não sei onde vou parar.

Mas sei bem das coisas que quero.

Então vou seguindo, mesmo quando escurece.

Eu sei bem que quero chegar.

E o melhor lugar do mundo sempre será onde você esteja.

4 comentários:

Mirtes Stolze. disse...

Bom dia Bruno.
Devemos sempre caminhar ao encontro dos nossos desejos, nada melhor que seguirmos o nosso coraçao. Um lindo texto. Feliz dia.
Abraços.

Bruno Mello Souza disse...

Muito obrigado, Mirtes!

Abraços.

Lívia disse...

- "Amei esse Dilemas!" (MÃE DO BRUNO, 2015)
- eu também!
Beijos.
Lívia

Bruno Mello Souza disse...

Hahahaha, obrigado, Lívia!

Beijos.