quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Passageiros sem destino

Aquele dia chuvoso nunca vai terminar.

Uma melodia, uma lembrança.

Somos passageiros sem destino.

Explicações, elas não existem.

Persistimos assim, cegos.

Tudo termina, no ar está a resposta.

Não há despedida, parece tão fácil voar.

Então onde está você?

E onde estão as estrelas?

Já não as vejo.

Eu não posso vê-lo.

Ainda chove, aquele dia nunca vai terminar.

Nenhum comentário: