terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Mente escravizada

Me traga algo que me distraia esta noite.

Tudo se choca, mas podemos sair vivos.

Leve-me algo para me alimentar enquanto eu estiver livre.

Não sei como chegar, mas sei que chegarei.

Fuja das mentiras de lá fora.

Eles querem manter sua mente escravizada.

Eles lhe mantêm alimentado, mas nunca saciado.

Seu suor, seu sangue, suas lágrimas são a nobre bebida em suas taças.

Eles comercializam sua alma.

E mergulhado em sua vaidade, você pensa que é algo.

E mergulhado em seu ego, você pensa que tem alguma importância.

E mergulhado em formas disfarçadas de conteúdo, você faz um brinde enquanto sua carne é moída pela máquina.  

2 comentários:

Patryck Leal Gandra disse...

Bruno Mello de Souza,

Esse texto nos lembra o Mundo atual, no qual muitas pessoas são dominadas pelas propagandas e estão alienadas da sociedade.

Abraços.
Participe do Super Quiz:
Segundo desafio

Bruno Mello Souza disse...

Muito obrigado pela participação, Patryck!

Abraços.