sábado, 7 de fevereiro de 2015

Labirinto mental

Por favor, mostre-me como fugir da minha mente.

Eu estou sempre me batendo contra as paredes.

Monstros chegam à noite.

Eles são uma mentira.

E tudo é uma armadilha.

Então mostre-me como fugir da minha mente.

Tudo fica tão pesado e difícil.

Diga-me que meus pesadelos não são reais.

O silêncio faz muito barulho.

Já não tenho mais ar, estou perdido em meus labirintos.

Qualquer sombra me assusta.

Qualquer pequena trama me suga.

E mergulho neste buraco negro.

E sou triturado até os ossos.

Então diga-me que não tenho como fugir da minha mente.

Não tenho como fugir da minha mente.

Não posso fugir da minha mente. 

Nenhum comentário: