sábado, 28 de fevereiro de 2015

Decomposto

Lama, quanta lama!

E todos estão em volta.

Esse cheiro é terrível.

Isso em sua cara é salgado?

Saiu dos recôncavos da minha garganta!

Você é um ladrão, você não se importa.

Saliva nas botas, explore mais.

Está tudo apodrecendo enquanto você arreganha seus dentes.

Isso é tão pouco, tão mesquinho!

Pegue sua mangueira, regue as flores.

Germine mais pobreza, faça nascer pequenas pestes.

Tudo está contaminado, não piso mais aqui,

Será decomposto, ficará abaixo do solo.   

Nenhum comentário: