sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Noiva ao mar

Eram muitos dias de espera.

Ela correu, ela enlouqueceu.

Era muito amor se decompondo em seu coração.

Ela fugiu, ela desapareceu.

Eram muitos sonhos invadindo sua realidade.

Ela se vestiu de noiva, ela se entregou ao mar.

Eram muitas vozes em sua cabeça.  

Ela sumiu no horizonte, ela conseguiu silenciá-las.

2 comentários:

Patryck Leal Gandra disse...

Bruno Mello Souza,

Belo poema!

Abraços.
FC Gols:
http://fcgols.blogspot.com

Bruno Mello Souza disse...

Muito obrigado, Patryck!

Abraços.