terça-feira, 4 de novembro de 2014

Sola do sapato

O afogamento é inevitável quando se luta para não ser você mesmo.

É tão triste reduzir-se a ser uma imagem.

Alguns podem não entender do que é feita a vida.

Engasgam-se com suas arrogâncias e prepotências.

E, brincando de Deus, deparam-se com sua pequenez.

Pisar é fácil, não dói nada.

Mas do chão se pode ver melhor a sujeira na sola do seu sapato.

Então toda esta autoridade se derrete no meu sangue quente e cheio de fúria e amor.

E fico mais forte para fazer da dor a ponte para o meu riso.

Nenhum comentário: