quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Reunindo forças

O cansaço toma cada célula do meu corpo.

Mas sabemos que isso não seria fácil.

Então olho para o céu, meu guia com suas estrelas.

Vem o aconchego da noite, e a doce melodia que me faz esquecer os problemas.

Renovo-me com esse amor à vida, e aos olhos que fazem os meus brilharem.

A existência é um travesseiro que acolhe minha cabeça dolorida.

Então, descanso, e reúno minhas forças, está tudo em meu peito.

E não há fumaça que obstrua essa respiração.

E não há carranca que arranque meu sorriso. 

E não há fim de mundo que acabe com o meu.

E amanhã haverá sol, mesmo que chova.

Nenhum comentário: