domingo, 27 de julho de 2014

Derretimento

Perfeita obra de arte, esculpida com cuidado.

Beleza fugaz, destino certo.

Passageira, mortífera, mortal.

É só um sonho, uma noite.

Tão certa e cheia de vida, sabe o que ocorrerá quando o sol entrar pela janela ao amanhecer.

Derreterá, desfará toda forma e cor.

E será como se cada traço daquela doce perfeição jamais tivesse existido.

Será massa uniforme, sem mais detalhes ou contrastes para admirar.

Será resto disforme, esparramado pelo assoalho.

Nenhum comentário: