domingo, 13 de abril de 2014

Superior

Preciso dizer essa verdade.

Minha caixa é linda, vou abri-la para te assustar.

Te defendo, mas te odeio.

Te dou a mão, mas me limpo com álcool quando chego em casa.

Sim, eu sou superior.

Quero o teu bem, mas tenho nojo das tuas coisas.

Sim, eu sou superior.

Empino meu nariz para não sentir teu cheiro.

Sim, eu sou superior.

Empino meu nariz para te olhar de cima.

Sim, eu sou superior.

Empino meu nariz, vou espirrar na tua cara.

Sim, eu sou superior.

Eu sei o que é bom, eu sei o que te serve.

Deixe-me te libertar, trazê-lo para minha jaula.

Trago uma mentira revolucionária, direto da boutique.

Sigo minha religião, intelecto masturbatório.

Deixe-me te defender de ti mesmo.

Compraram a minha erudição, presente de natal.

E agora que sou melhor, vou repetir essa bobagem.

Sim, eu sou superior.

Empino meu nariz.

Sim, eu sou superior.

Eu tenho um nariz.

Nenhum comentário: