domingo, 15 de dezembro de 2013

Reis e mendigos

A rua está vazia, cheirando a urina.

O que era festa, agora é solidão.

Se algo ecoa, agora é o latido do cão.

Faça uso, explore um pouco mais.

As cores desaparecem na escuridão que tudo leva.

Aqui tudo é banal, nada sobra, e é bem melhor assim.

Alfa, Beta, Gama, Delta, Ípsilon.

O efeito do soma vai embora, deixando somente o que é real.

Se tudo é fluido, deixe correr pelo bueiro.

Os reis agora são mendigos, é sempre assim ao final desta alucinação.

2 comentários:

Fernando disse...

207Olá Bruno
Esta é uma alucinação que vemos todos os dias nas ruas de nossa cidade não é.
Grande abraço
Blog Fernu Fala II
Siga no Twitter

Bruno Mello Souza disse...

Muito obrigado pela visita, Fernando.

Abraços.