terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Filhos do submundo

Poeira e fumaça, o ambiente é inóspito.

Este porão é o nosso grande presente.

Fazendo barulho, libertando aqueles que nos esmagam.

Limpando o chão com mais sujeira.

Somos assim, filhos do submundo.

Todos estão animados, esperando pela diversão na roleta.

Somos o resto jogado para baixo do tapete.

E não nos importamos mais com o que os outros pensam.

Não somos piores, nem melhores.

Apenas riscamos a liberdade em nossa pele, com uma lâmina certeira.

Tudo que se dá o direito de sangrar tem vida.

E tudo que tem vida permanecerá para sempre.

2 comentários:

Patryck Leal Gandra disse...

E aê beleza?!

Feliz Natal e sucesso no blog!

Abraços.
FC Gols:
http://fcgols.blogspot.com

Bruno Mello Souza disse...

Feliz natal pra ti também, Patryck!

Abraços.