sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Verde bucolismo

Laranja no pé, pão quentinho com manteiga.

Tudo é muito mais simples do que parece.

Uma bobagem, um riso, o seu sorriso.

Precisamos de algo, mas não precisamos de tudo.

Um silêncio, uma música, uma respiração profunda.

Sim, tudo é muito mais simples do que parece.

Crianças de mãos dadas, bocas lambuzadas de doce, lambidas nos dedos.

Esse é o nosso verdadeiro significado.

O amor se espalha como se fôssemos uma unidade, o mesmo corpo.

E tudo se torna muito mais simples do que parece.

O vento sopra delicadamente, levando aquilo que nos mata, somos vida, brincando com a realidade dura, fazendo dos nossos fardos uma só leveza.

Há um pedaço de verde bucolismo em meio ao cinza carrancudo quando deixamos nossos pés descalços nos levarem adiante, sem compromisso, sem destino, sem linha de chegada.

Nenhum comentário: