sábado, 14 de setembro de 2013

5 anos de Dilemas Cotidianos- 3ª posição: Carpinejar dá dicas de comportamento na internet

No terceiro melhor texto do especial de 5 anos do DC, publicado em 23 de setembro do ano passado, Carpinejar dá dicas quentes de como se portar na rede.

......................................................................

- Amigos do DC, estamos aqui mais uma vez com o Carpinejar, que vai nos dar algumas dicas de comportamento na internet... Carpinejar, primeiramente, quais as principais diferenças entre as redes sociais, mais especificamente Twitter, Orkut e Facebook?
- Twitter. Caracteres limitados. Palavras pela metade. Diz-se pouco. O pouco que é o muito esvaziado. Facebook. Cutucada. Compartilhamento. Seda que se rasga em um comentário. Estrela que cintila em forma de curtida. Orkut. Passado ainda presente. Mas esquecido. Flor que murchou. Cicatriz escondida.
- Sim... Bom, e a exposição das pessoas nessas redes sociais? Como você acha que isso deve se dar?
- Exposição. Rosto à mostra. Loucura que se esconde e disfarça. Anjos com toque suave. Imagem e transparência. O desabrochar de um novo tempo.
- Uhum... Você acha que estas redes sociais podem, de alguma forma, isolar as pessoas do mundo? Como você encara essa simultaneidade paradoxal de interação permanente e insulamento em frente a uma tela de computador?
- Redes. Captura. Pequenos peixes nadando no mar. Suave tecido que nos envolve. Gostosa sensação sadomasoquista. Navegador canalha. Chrome, que não é Explorer. Canalha, que não é cafajeste. É canalha. Deliciosamente canalha, como uma palavra que escorre pelo canto da boca. Morango com açúcar.
- E a velocidade de circulação de informações? A gama é maior, mas ao mesmo tempo, tudo deve ser melhor analisado e filtrado... O que você pensa a respeito?
- Velocidade. Veloz. Cidade. Atração cibernética. Somos espectros. Sombras permeando um ambiente claro e escuro. Indo. Vindo. Mastigando o algodão doce da ilusão. Nuvem rosa. 
- Ok... Muito obrigado, Carpinejar, por mais essas dicas. Até uma próxima!
- Próxima. Proximidade. Distância que encolheu. Dia que virou hora. Chapolim depois da pílula. Delicada transformação. Nuance que me invade e se esvai com o vento.

Nenhum comentário: