domingo, 14 de julho de 2013

Desculpas sinceras

Estive fazendo muitos ruídos, passando a parede?

Desculpe-me, não, isso é de mentira.

Mostre-me sua regra, divirta-me um pouco mais.

Diga-me de onde você é, preciso apenas confirmar minha suspeita.

E o que foi que um dia existiu?

E você fará mesmo algo produtivo.

E jamais farei algum esforço para ver.

Rejeitar me dá mais prazer.

Negar me leva às nuvens.

Sim, eu vou apenas rir.

E depois vou me ajoelhar pedindo clemência e compreensão.

Desculpe-me, não, isso é de mentira.

Nenhum comentário: