sábado, 20 de julho de 2013

Celebração niilista

A noite já é dia, mas você está preso e não pode ver.

Tentando enquadrar-se ou apenas achar um espaço para respirar.

Mas é tão difícil enquanto cada canto está tomado pelos gritos de êxtase de uma existência sem sentido!

Apenas ouça o som, e se deixe levar, não será tão complicado.

Não é tão escuro, se você parar para pensar.

Seja feroz enquanto pode, estraçalhe seu próprio espírito.

Amanhã você será apenas um animal indefeso ofuscado pela luz do sol.

E o nada está disfarçado de tudo, enquanto você pensa que engana o destino.

Almas são faces, faces são máscaras.

Um, dois, três, e mais um brinde para comemorar esta imensa celebração niilista.

Um, dois, três, e mais uma melodia sem vida para encobrir os grunhidos.

Um, dois, três, e mais um nome que será esquecido.

Um, dois, três, e você estará novamente ajoelhado, implorando misericórdia diante de um trono imundo.

Nenhum comentário: